Blog

Integrais e sem glúten pós-festas de fim de ano

20 de dezembro de 2017

Dicas de pratos rápidos para desintoxicar e recuperar o seu bem-estar

Atire a primeira pedra quem nunca cometeu excessos à mesa nas reuniões de amigos, confraternização com a família e jantares durante as festas de fim de ano! A fartura de alimentos é típica na nossa cultura e resistir é para poucos.

Se você está entre a maioria que “se passou”, nada de se torturar ou, pior, deixar por isso mesmo. Saiba que existem alimentos que pela sua composição ou preparo ajudam a desintoxicar o organismo, trazendo de volta o bem-estar e a disposição.

Uma dica é incluir alimentos sem glúten, integrais e orgânicos na sua dieta.

A nutricionista com pós em nutrição funcional, Thaís Winter Zimmermann, preparou sugestões de receitas bem fáceis, com grãos e cereais, que vão restabelecer seu bem-estar.

Panqueca de banana e Aveia Integral Vitalin Sem Glúten

Ingredientes

  • 1 ovo (45g)
  • 2 colheres de sopa de Aveia Flocos Finos Integral Vitalin Sem Glúten (20g)
  • 1 banana (40g)
  • Canela a gosto

Preparo

Em uma tigela, coloque o ovo, a aveia, a banana picada e a canela a gosto. Unte uma frigideira com óleo de coco e coloque a mistura. Deixe dourar dos dois lados e pronto!

Rende uma porção (187,84kcal)

Farofa de Quinoa Grãos Integral Vitalin Sem Glúten

Ingredientes

  • 1 xícara (chá) de Quinoa Grãos Integral Vitalin Sem Glúten (200g)
  • Bacon em cubinhos (100g)
  • 3 dentes de alho picadinhos (6g)
  • 1 cebola grande picadinha (30g)
  • 1 cenoura grande ralada (60g)
  • Castanha de caju picadinha (50g)
  • Azeitonas verdes picadas (50g)
  • 2 colheres de sopa de cebolinha verde picadinha (12g)
  • 1 colher (sopa) cheia de manteiga (20g)
  • 6 ovos (250g)
  • Sal e pimenta-do-reino

Preparo

Cozinhe a quinoa em água fervente com sal por cerca de 7 minutos ou até ficar al dente. Escorra em uma peneira e leve ao fogo baixo, em uma frigideira, por cerca de 5 minutos ou até secar, mexendo de vez em quando (não seque demais para não endurecer). Retire e reserve. Na mesma frigideira, frite o bacon na própria gordura até ficar dourado e sequinho. Adicione o alho e a cebola e refogue até dourar levemente. Junte a cenoura, a castanha, a azeitona e cebolinha a gosto e misture rapidamente até a cenoura murchar (cerca de 2 minutos). Reserve.

Rende quatro porções (1000kcal)

Overnight Oats com Chia Grãos Integral Vitalin Sem Glúten

Ingredientes

  • 50 ml de leite de coco
  • 1 colher (sopa) de Chia Grãos Integral Vitalin Sem Glúten (7g)
  • 1 banana picada (40g)
  • 1 colher (sobremesa) de Aveia Flocos Vitalin Sem Glúten (15g)
  • Mamão picado (140g)

Preparo

Em um pote de vidro coloque uma camada de leite de coco e a chia. Acrescente a banana picada. Na segunda camada coloque uma colher de farelo de aveia, mais uma camada do leite de coco e chia. Finalize com o mamão picado. Faça um dia antes de consumir e conserve em geladeira.

Validade: dois dias na geladeira (293,9kcal)

Profissional consultada

thais

Thaís Winter Zimmermann
CRN10 – 6104P
Nutricionista, graduada em Nutrição pela Católica de Santa Catarina e pós-graduanda em nutrição funcional Vp
Telefone: (47) 996049443


Compartilhe este post

Pesquisa da Unicamp revela poder da chia na prevenção do câncer e do mal de Alzheimer

17 de dezembro de 2016

Pesquisadores recomendam uso regular da semente ou do óleo na comida. (Foto: Reprodução EPTV)

Há mais de 2 mil anos, a chia já era consumida pelos povos nativos da América Central. Hoje, ela é facilmente encontrada em empórios e supermercados e faz parte da dieta de quem procura uma alimentação saudável e rica em nutrientes.

Isso porque a chia é reconhecida mundialmente pela sua grande quantidade de minerais, fibras e vitaminas e por ser uma das maiores fontes vegetais de ômega 3, um ácido graxo essencial que nosso corpo não tem a capacidade de produzir.

Esta semana, um estudo do Departamento de Alimentos e Nutrição da Unicamp, em Campinas (SP), revelou que, além das propriedades nutritivas, o consumo da semente ou do óleo da chia pode ajudar na prevenção de vários tipos de doenças, entre elas o câncer e o mal de Alzheimer.

Segundo os pesquisadores, a chia possui um poder antioxidante que previne o envelhecimento precoce das células e ajuda a reduzir a quantidade de açúcar no sangue. “Nós verificamos que tanto com o consumo da semente quanto com o óleo de chia, mostrou um efeito anti-inflamatório, reduziu os níveis de colesterol em torno de 30% a 40% e também aumentou a concentração de ômega 3 nos animais”, explica a pesquisadora Rafaela Marineli sobre os resultados obtidos com o experimento.

A pesquisa para descobrir os efeitos da chia no organismo começou há quatro anos e foi divulgada esta semana pela Unicamp.


Compartilhe este post