Blog

Fome Real x Fome emocional: qual a diferença?

15 de janeiro de 2019

Você já parou para pensar se sente fome ou apenas vontade de comer? Se você é daquelas pessoas que abrem a geladeira para pensar, mesmo de barriga cheia ou sempre sente vontade de comer um “docinho”, talvez você tenha Fome Emocional, que é diferente da fome natural que sentimos, também conhecida como Fome Real ou Fome Fisiológica.

A Fome Real é identificada por meio dos sinais que o corpo manda quando precisa comer para sobreviver e ingerir nutrientes para realizar suas funções vitais. Ela pode se manifestar de diversas maneiras, como a sensação de “vazio no estômago”, tontura, dor de cabeça e irritação.

Já a Fome Emocional, também conhecida como Fome Psicológica, não está ligada às nossas necessidades fisiológicas, e sim, com a mente. Geralmente aparece nos momentos em que achamos que precisamos nos recompensar com comida por alguma situação que abalou o nosso estado emocional. É aí que entram os famosos: “eu mereço” ou o “hoje pode”. O grande problema é que o cérebro é esperto, e sabe que a recompensa é maior com a combinação de açúcar e gordura.

A Fome Emocional também acontece naqueles momentos de “vontade” repentina de comer determinado alimento, ou socialmente, quando estamos em momento de confraternização, festas com amigos e almoços familiares. É aquele sentimento de compartilhar o alimento e de jogar conversa fora enquanto beliscamos.

Para identificar se sua forma é realmente fisiológica, você precisa estar atento aos sinais do corpo. A escala da fome, desenvolvida pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), ajuda a identificar as reações e é composta por 10 níveis, nos quais o 0 corresponde a “sem nada no estômago” e o 10 indica que está “realmente muito cheio, como um balão”.

Confira os detalhes da escala de 1 a 10:

1. Faminto: provavelmente com dor de cabeça. Não consegue se concentrar e começa a sentir-se tonto. Pode ter problemas de coordenação. Está sem energia e necessita deitar. Isto pode ocorrer durante uma dieta muito restritiva;

2. Não tolera nada: sente-se irritado, mal-humorado, com muita fome e com pouca energia. Pode até sentir náuseas. Está esfomeado;

3. O desejo de comer é forte: sente um vazio no estômago e a sua coordenação começa a diminuir;

4. Começa a pensar em comida: o seu organismo dá sinal de que quer comer. Está com alguma fome;

5. O seu corpo tem energia suficiente, tanto ao nível físico e psicológico e começa a se sentir satisfeito;

6. Sente-se satisfeito e confortável.

7. Passou o ponto da satisfação, no entanto, ainda consegue arranjar espaço para comer um pouco mais. O seu corpo diz “não” e a mente diz “sim” para mais algumas garfadas;

8. Já se sente cheio. Talvez fosse melhor não comer mais, mas está tão saboroso. Comer, para si, é a coisa mais importante e a sua vida centra-se na comida?

9. Está realmente desconfortável. Sente-se pesado, cansado e inchado. Já não socializa, prefere estar sozinho ou ir deitar-se. Será que perdeu a oportunidade de confraternizar para se centrar na comida?

10. Excessivamente cheio. Sente-se fisicamente desconfortável, não tem vontade de se mexer e sente que não volta a olhar mais para a comida.

Como lidar com a fome no dia a dia?

A atenção precisa ser plena enquanto você está se alimentando. Quanto mais conscientes estamos do que comemos, mais conectados ficamos com o nosso organismo. Por isso, nada de distração na hora das refeições, o que inclui o uso do celular, assistir TV, trabalhar e outras situações.

Além das distrações, evite também comer apressadamente, em uma reunião, no carro ou na frente do computador. Uma dica válida é buscar usar os 5 sentidos na hora de comer: sentir o cheiro, ouvir o barulho, ver o alimento e, se possível, até tocá-lo. Buscar identificar todos os sabores também vai trazer mais prazer e saciedade.

Optar por alimentos ricos em nutrientes e com alto efeito sacietógeno, que dão saciedade e são ricos em fibras solúveis, também é uma escolha inteligente para driblar a fome emocional. Por serem mais complexos, os alimentos com fibras exigem mais tempo de mastigação e permanecem mais tempo no aparelho digestivo. A aveia e o amaranto, por exemplo, são ótimos aliados da alimentação saudável e contribuem para a nutrição do corpo de maneira completa.

Entre os diversos tipos de cereais disponíveis no mercado, a aveia é considerada uma das mais ricas em fibras e excelente aliada da boa alimentação e da vida saudável. Fonte de minerais e vitaminas o cereal melhora o funcionamento intestinal, facilita a digestão, diminui o colesterol ruim e auxilia no controle  da quantidade de açúcar no sangue.

Por aumentarem a sensação de saciedade, as chias, são as queridinhas das dietas de emagrecimento e reeducação alimentar.

Seus grãos contêm uma grande quantidade de ácidos graxos do tipo ômega 3, que auxiliam no controle dos níveis do colesterol ruim (LDL) e dos triglicerídeos, fazendo muito bem ao coração. 

Conheça nossa linha completa de produtos integrais aqui.


Compartilhe este post

Integrais e sem glúten pós-festas de fim de ano

20 de dezembro de 2017

Dicas de pratos rápidos para desintoxicar e recuperar o seu bem-estar

Atire a primeira pedra quem nunca cometeu excessos à mesa nas reuniões de amigos, confraternização com a família e jantares durante as festas de fim de ano! A fartura de alimentos é típica na nossa cultura e resistir é para poucos.

Se você está entre a maioria que “se passou”, nada de se torturar ou, pior, deixar por isso mesmo. Saiba que existem alimentos que pela sua composição ou preparo ajudam a desintoxicar o organismo, trazendo de volta o bem-estar e a disposição.

Uma dica é incluir alimentos sem glúten, integrais e orgânicos na sua dieta.

A nutricionista com pós em nutrição funcional, Thaís Winter Zimmermann, preparou sugestões de receitas bem fáceis, com grãos e cereais, que vão restabelecer seu bem-estar.

Panqueca de banana e Aveia Integral Vitalin Sem Glúten

Ingredientes

  • 1 ovo (45g)
  • 2 colheres de sopa de Aveia Flocos Finos Integral Vitalin Sem Glúten (20g)
  • 1 banana (40g)
  • Canela a gosto

Preparo

Em uma tigela, coloque o ovo, a aveia, a banana picada e a canela a gosto. Unte uma frigideira com óleo de coco e coloque a mistura. Deixe dourar dos dois lados e pronto!

Rende uma porção (187,84kcal)

Farofa de Quinoa Grãos Integral Vitalin Sem Glúten

Ingredientes

  • 1 xícara (chá) de Quinoa Grãos Integral Vitalin Sem Glúten (200g)
  • Bacon em cubinhos (100g)
  • 3 dentes de alho picadinhos (6g)
  • 1 cebola grande picadinha (30g)
  • 1 cenoura grande ralada (60g)
  • Castanha de caju picadinha (50g)
  • Azeitonas verdes picadas (50g)
  • 2 colheres de sopa de cebolinha verde picadinha (12g)
  • 1 colher (sopa) cheia de manteiga (20g)
  • 6 ovos (250g)
  • Sal e pimenta-do-reino

Preparo

Cozinhe a quinoa em água fervente com sal por cerca de 7 minutos ou até ficar al dente. Escorra em uma peneira e leve ao fogo baixo, em uma frigideira, por cerca de 5 minutos ou até secar, mexendo de vez em quando (não seque demais para não endurecer). Retire e reserve. Na mesma frigideira, frite o bacon na própria gordura até ficar dourado e sequinho. Adicione o alho e a cebola e refogue até dourar levemente. Junte a cenoura, a castanha, a azeitona e cebolinha a gosto e misture rapidamente até a cenoura murchar (cerca de 2 minutos). Reserve.

Rende quatro porções (1000kcal)

Overnight Oats com Chia Grãos Integral Vitalin Sem Glúten

Ingredientes

  • 50 ml de leite de coco
  • 1 colher (sopa) de Chia Grãos Integral Vitalin Sem Glúten (7g)
  • 1 banana picada (40g)
  • 1 colher (sobremesa) de Aveia Flocos Vitalin Sem Glúten (15g)
  • Mamão picado (140g)

Preparo

Em um pote de vidro coloque uma camada de leite de coco e a chia. Acrescente a banana picada. Na segunda camada coloque uma colher de farelo de aveia, mais uma camada do leite de coco e chia. Finalize com o mamão picado. Faça um dia antes de consumir e conserve em geladeira.

Validade: dois dias na geladeira (293,9kcal)

Profissional consultada

thais

Thaís Winter Zimmermann
CRN10 – 6104P
Nutricionista, graduada em Nutrição pela Católica de Santa Catarina e pós-graduanda em nutrição funcional Vp
Telefone: (47) 996049443


Compartilhe este post

Vitalin lança novos produtos na 7ª Gluten Free Brasil

15 de julho de 2016

A Vitalin apresenta, com exclusividade, na 7ª Gluten Free Brasil, os lançamentos da marca para o segundo semestre de 2016:

Snacks Salgados nos sabores Quinoa Picante com Tomate, Chia com Ervas Finas e Gergelim com Alecrim; Mistura para Bolo de Aveia, nos sabores Chia com Laranja, Amaranto com Cacau e Linhaça com Coco; Mistura para Bolo de Caneca nos sabores Brigadeiro e Beijinho; e Aveia em Flocos Finos.

Os lançamentos chegam às gôndolas nos próximos meses e são fruto dos constantes investimentos da marca em pesquisa e desenvolvimento de produtos sem glúten e sem lactose, unindo sabor e ingredientes de alto valor nutritivo. “Investimos também na modernização das embalagens que seguem o novo conceito visual da marca e ganham o selo Gluten-Free de qualidade”, explica Rogério Manske, sócio-proprietário da empresa.

Assim como a recém-lançada linha de Aveias com Frutas Desidratadas, os Snacks Salgados Vitalin atendem à crescente demanda por produtos on the go e estão disponíveis em embalagens práticas de 25g. Já as misturas para bolo de aveia e bolo de caneca são a nova aposta da empresa para quem leva uma vida agitada, mas não abre mão de alimentos saudáveis. “Além de 100% sem glúten e sem lactose, todos os produtos têm baixo teor de gordura e são fáceis de preparar, podendo ser consumidos a qualquer hora do dia”, diz Rogério.

O estande da Vitalin foi projetado para traduzir os valores da marca em relação à produção exclusiva de alimentos sem glúten. Além dos lançamentos, a marca leva ao evento toda sua linha de produtos orgânicos e integrais já disponíveis no Brasil como as granolas integrais, aveias com frutas desidratadas, cookies integrais, grãos e farinhas de chia, quinoa, amaranto, linhaça, gergelim e açúcar mascavo.

LANÇAMENTOS VITALIN

Snacks Salgados

Sabores: Quinoa Picante com Tomate; Chia com Ervas Finas; Gergelim com Alecrim. Em embalagem prática de 25g, os snacks são ideais para saborear a qualquer hora do dia. Deliciosos e crocantes, são produzidos com banana-verde que, entre os vários benefícios, controla e previne diabetes, fortalece a imunidade, melhora o trânsito intestinal e provoca saciedade. Os snacks Vitalin não contêm glúten, lactose, soja, corantes ou aromatizantes artificiais. Cada porção traz menos de 100 calorias, além de baixo teor de gordura total.

Mistura para Bolo de Aveia

Sabores: Chia com Laranja; Amaranto com Cacau; Linhaça com Coco. Produzida com aveia e cereais integrais, a mistura para bolo de aveia da Vitalin não contém glúten, lactose, soja, corantes, nem aromatizantes artificiais. Com baixo teor de gordura, a mistura para bolo de aveia é versátil, podendo ser preparada com água, leite ou suco.

Mistura para Bolo de Caneca

Sabores: Brigadeiro que lambuza! e Beijinho que transborda! Para matar a vontade de saborear um docinho sem arrependimento, de forma prática e fácil de fazer. As misturas para bolo de caneca da Vitalin são fonte de ferro, cálcio e vitaminas. Não contêm glúten, soja, leite e derivados e possuem baixo teor de gordura.

Aveia em Flocos Finos  Produzida em fazendas certificadas, a Aveia em Flocos Vitalin é uma importante fonte de fibras que aumenta a saciedade, melhora o funcionamento intestinal e o controle da pressão arterial. Disponível em embalagem de 200g.


Compartilhe este post

5 cereais para manter corpo e mente em forma

31 de março de 2016

No Dia Nacional da Saúde e Nutrição, a Vitalin selecionou 5 cereais que, consumidos com regularidade, ajudam a manter o corpo e a mente em forma. Afinal, ter uma boa alimentação não é simplesmente matar a fome, não é? Fazer exercícios físicos e comer alimentos ricos em vitaminas, fibras, minerais e nutrientes é essencial para uma vida saudável.

Consumidos in natura ou misturados em receitas de doces e salgados, estes superalimentos podem ser facilmente encontrados em empórios e supermercados. Conheça seus benefícios e inclua hoje mesmo no seu cardápio:

Aveia – Fonte de fibras que auxilia no funcionamento intestinal

O mais popular dos cereais é também o mais rico em fibras. Ela melhora o funcionamento intestinal, facilita a digestão e o controle da pressão arterial, ajuda na diminuição do colesterol ruim e no controle da quantidade de açúcar no sangue. Fonte de minerais como cálcio e ferro, a aveia também possui muitas proteínas e vitaminas do complexo B e E.

Encontrada na forma de flocos, farelo ou farinha, pode ser consumida a qualquer hora do dia, podendo ser polvilhada por cima das frutas, iogurtes, sucos, vitaminas, saladas ou adicionadas em diversas receitas.

Amaranto – O maior aliado na redução do colesterol

O amaranto é um cereal de origem andina com uma composição especial de proteínas que o tornam o maior aliado na redução do colesterol. Para pessoas com intolerância à lactose, o amaranto é uma importante fonte de cálcio, além de possuir fibras e outros minerais como magnésio, ferro, zinco e cobre.

A farinha de amaranto pode ser adicionada em receitas doces e salgadas, sem alterar significativamente o sabor das massas.  Já os flocos podem ser adicionados diretamente em vitaminas, mingaus, shakes, granolas, iogurtes, salpicado sobre a salada de frutas ou sorvete e também em preparações salgadas como sopas, peixes e farofas.

Chia – Deliciosa Textura e Sensação de Saciedade

A chia é uma semente consumida há gerações pelos povos nativos do México. Sua grande quantidade de minerais, fibras e vitaminas faz com que ela se torne uma riquíssima combinação de nutrientes. Conhecida como uma das maiores fontes vegetais de ômega 3, a chia auxilia na redução do colesterol, controle da glicemia e no combate ao envelhecimento precoce.

A farinha ou grãos de chia podem ser adicionados a iogurtes, vitaminas, tortas, sucos, entre outras preparações. Ao ingerir uma quantidade de chia, ela se expandirá formando um gel no organismo, capaz de provocar sensação de saciedade.

Linhaça – Proteção da saúde cardiovascular e cerebral

Encontrada na forma de sementes, farinha ou em óleo, a linhaça é rica em ômega 3 e 6, fibras, proteínas e vitaminas. O consumo diário deste grão ajuda a reduzir o colesterol ruim, a prevenir doenças do coração, ameniza os sintomas da TPM e da menopausa, ajuda a emagrecer, melhora a circulação do sangue e auxilia no bom funcionamento dos rins, intestino e do sistema imunológico.

Quinoa –  Saúde em todas as fases da vida

Em relação aos outros tipos de cereais, a quinoa é considerada a mais rica fonte de proteínas, vitaminas, minerais e aminoácidos, formando uma completa fonte nutritiva, com propriedades que se assemelham ao leite materno.

Comer este grão auxilia no desenvolvimento da inteligência e da memória e no bom funcionamento do sistema nervoso. Além disso, suas fibras dão a sensação de saciedade, podendo favorecer o emagrecimento.

Existem três cores de quinoa: branca, vermelha e negra. Suas propriedades e benefícios, porém, são praticamente os mesmos. Este cereal é encontrado na forma de grãos, flocos e farinha e pode ser adicionado a diversas receitas. Para consumir o grão é necessário um prévio cozimento.


Compartilhe este post

Aveia é mais saúde e sabor na mesa

26 de fevereiro de 2016

Entre os diversos tipos de cereais disponíveis no mercado, a aveia é considerada a mais rica em fibras e uma das maiores aliadas da boa alimentação e da vida saudável.

Fonte de minerais como cálcio e ferro, proteínas e vitaminas do complexo B e E, o cereal melhora o funcionamento intestinal, facilita a digestão e o controle da pressão arterial, diminui o colesterol ruim e controla a quantidade de açúcar no sangue.

Encontrada na forma de flocos, farelo ou farinha, a aveia pode ser consumida a qualquer hora do dia, podendo ser polvilhada por cima das frutas, iogurtes, sucos, vitaminas, saladas ou adicionadas em diversas receitas.

Para quem busca manter o corpo em forma, consumir este cereal no café da manhã ou no lanche é uma boa dica para impedir que a vontade de comer apareça antes do tempo. Isso acontece porque a aveia possui uma fibra chamada betaglucana, responsável por retardar a digestão, aumentando a saciedade e diminuindo a fome ao longo do dia.

Afinal, aveia tem glúten?

Ao contrário de outros grãos como o trigo, centeio e a cevada, a aveia é um cereal naturalmente livre de glúten. Porém, dependendo da sua forma de plantio, cultivo e processamento, ela pode sofrer contaminação cruzada, tornando-se um perigo para a saúde dos celíacos ou pessoas com intolerância ao glúten.

Muitas vezes, a aveia é cultivada no mesmo terreno que os grãos que contém glúten como o trigo, a cevada e o centeio, em um processo chamado de rotação. Apesar de ser uma das melhores formas de manter a terra fértil, este processo pode deixar para trás algumas sementes destes grãos que levam à contaminação da plantação de aveia pelo glúten. Por isso, a maior parte das aveias comercializadas no Brasil não podem ser certificadas como livres de glúten.

A Vitalin é a primeira empresa brasileira certificada pelo selo Gluten Free. Suas aveias são produzidas em fazendas certificadas e o plantio, colheita, transporte e moagem são rigidamente controlados, excluindo a possibilidade de contaminação cruzada. Conheça a linha de Aveias Vitalin 100% sem glúten com Frutas Desidratadas.


Compartilhe este post