Blog

Saiba como identificar se um petisco é saudável

27 de novembro de 2017

5 dicas que vão ajudar você a “conhecer” melhor o que está ingerindo

 Sempre chega a hora que bate aquela fominha entre as refeições, não é verdade? E para “enganar o estômago”, sem cometer exageros, surgiram no mercado inúmeros produtos que prometem praticidade aliada a um apelo “fita”, como é o caso de biscoitos, cookies e snacks.

Mas será que esses “petiscos” fora de hora são realmente nutritivos e fazem bem?

Para saber um pouco mais sobre o que você está comendo, a orientação é ler o rótulo das embalagens. Para facilitar seu entendimento, trazemos algumas dicas que podem te ajudar nesta missão.

1- Atenção para a lista de ingredientes

De acordo com a legislação brasileira, todo produto alimentício (industrializado) deve conter uma lista de ingredientes, em ordem decrescente, mostrando a quantidade por porção.

Então, preste a atenção no rótulo e veja quais são os ingredientes que aparecem nessa lista. Fique atento para as farinhas refinadas, presença de óleos e gordura vegetal hidrogenada, aditivos e conservantes artificiais.

Produtos mais saudáveis e nutritivos são feitos com matérias-primas integrais, grãos e produtos naturais que proporcionam um reforço de vitaminas e minerais essenciais ao organismo.

Os snacks integrais sem glúten da marca Vitalin, por exemplo, utilizam ingredientes com propriedades nutricionais e funcionais como a farinha de banana verde. Esta farinha é considerada um ingrediente com alto valor nutritivo e proporciona benefícios à saúde. Além disso, o snack também contém grãos nobres que auxiliam no bom funcionamento do organismo.

2- Informações nutricionais

O consumo de fibras é importante para manter a saúde e prevenir doenças. Elas auxiliam o bom funcionamento do organismo ajudando na digestão, no controle da glicose e na eliminação de toxinas.

Os alimentos vegetais são os mais ricos em fibras como frutas, vegetais e cereais. Além disso, fornecem nutrientes importantes como proteínas, vitaminas e minerais que são de extrema importância para o bom funcionamento do organismo.

Para saber a quantidade de fibras dos biscoitos e snacks leia a tabela de Informações Nutricionais. Nessa lista também consta o valor diário que indica a quantidade de fibras que o produto está fornecendo para sua dieta.

3-  Gordura vegetal hidrogenada

Na lista de ingredientes está a presença de gordura vegetal hidrogenada? Fique atento! Este é um tipo de ingrediente com alta concentração de gordura trans, um vilão da saúde.

A Resolução RDC nº 360/2003 da Anvisa permite que os produtos que têm menos de 0,2g desse tipo de gordura por porção tragam no rótulo a declaração 0% gordura trans, pois é considerada uma quantidade não significativa. Mesmo assim, a ingestão de pequenas porções diárias podem levar ao limite máximo estabelecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de até 2g por dia.

Por isso, prefira os alimentos livres desse tipo de gordura!

4-  Quantidade de açúcar e sódio

O sódio é proveniente principalmente do sal adicionado no alimento. Quando em excesso, ele é bastante prejudicial ao corpo, provoca retenção de líquidos e aumento da pressão arterial.

Para ser considerado com baixo teor de sódio, o biscoito deve conter um limite de 80mg de sódio por porção. Essa informação deve estar presente na Tabela de Informações Nutricionais.

Já o consumo de açúcar em excesso está relacionado com diversas enfermidades e deve ser consumido de maneira consciente e em quantidades moderadas. Por isso, dê preferência para os biscoitos e snacks que apresentem as versões não refinadas como o açúcar mascavo, demerara e de coco.

Como eles não passam por processo de refinamento, possuem nutrientes e vitaminas que agregam benefícios à sua alimentação.

5- Conservantes e aditivos

O uso de aditivos é usual na indústria de alimentos devido aos benefícios tecnológicos que oferecem. Eles são utilizados principalmente para melhorar a aparência, textura e conservação dos alimentos, mantendo o produto em condições de consumo por mais tempo, evitando a ação de microrganismos como bactérias e fungos.

Existem diversos tipos de aditivos, que podem ser naturais ou sintéticos, com finalidades específicas de acordo com o objetivo final no produto. De preferência por produtos que utilizam conservantes naturais e não sintéticos. Para identificá-los basta analisar a lista de ingredientes no rótulo – a identificação é obrigatória.

Para saber mais sobre alimentos saudáveis e funcionais, acompanhe nosso blog.


Compartilhe este post