Blog

Como ter uma relação mais saudável com a comida?

15 de fevereiro de 2019

Você já percebeu que a nossa relação com a comida está intimamente ligada aos sentimentos? Desde a amamentação, por exemplo, o filho estabelece as primeiras conexões com a mãe, inclusive as emocionais. No decorrer da vida, essa relação toma proporções ainda mais significativas e em muitos casos, pode acarretar problemas emocionais e distúrbios alimentares.

Porém, o ato de comer também traz inúmeros benefícios, como aproximar as pessoas, por exemplo. Ao se alimentar, o ser humano produz hormônios relacionados ao prazer, como a endorfina, substância liberada também quando estamos cercados de pessoas de quem gostamos. A falta de tempo, fruto dos novos hábitos da vida moderna, tem afastado as pessoas e diminuído a qualidade dos alimentos ingeridos.

Na contramão dessa tendência, está o Slow Food, movimento criado na Itália em 1986 para retomar a importância do cuidado com a alimentação. A proposta é unir o prazer de comer com produção e consumo responsável dos alimentos. Isso quer dizer que ter um ritmo saudável de vida é tão importante quanto ser consciente de cada etapa que envolve a alimentação.

Além do Slow Food, outras atitudes também podem tornar nossa relação com a comida ainda mais prazerosa e saudável. Confira abaixo:

 

1 – Faça refeições em grupo

A história mostra que com a descoberta do fogo e o avanço no preparo dos alimentos, nossa espécie passou a se reunir para compartilhar a comida. E, dessa forma, a hora da refeição tornou-se uma espécie de ritual. O costume de reunir pessoas para comer está ligado à evolução e é capaz de estimular nossos instintos.

2- Divida as tarefas

Deixar a responsabilidade da alimentação com apenas uma pessoa da família pode ser difícil. Repartir os afazeres torna a atividade mais leve e prazerosa. Atividades como fazer a lista do supermercado, descascar e picar os legumes e até lavar a louça podem ser facilmente divididas.

3- Menos dieta e mais vida saudável

Em vez de embarcar em dietas da moda, consulte um médico ou nutricionista para verificar suas necessidades reais de alimentação. A saciedade de um corpo nutrido de verdade tornará as próximas escolhas mais conscientes em todas as refeições.

4- Coma comida de verdade

Evite abastecer a geladeira com congelados prontos. Esses alimentos ultraprocessados são ricos em sódio e gordura saturada, que colocam a saúde e o bem-estar em risco. Para fazer melhores escolhas, leia os rótulos. Privilegie itens naturais como frutas, legumes, verduras, grãos e cereais integrais e sementes. No caso de alimentos de origem animal, que tenham pouca ou nenhuma intervenção de rações, hormônios e aceleradores de crescimento.

5- Evite distrações à mesa

Quem se alimenta olhando o celular ou vendo televisão acaba ingerindo maior quantidade de comida do que o necessário. Isso acontece porque quando distraímos nosso cérebro, o corpo não percebe quando chega a saciedade e continua pedindo calorias. Aproveite o momento da refeição para ouvir suas necessidades e também para apurar os sentidos, apreciando o aroma, as texturas e os gostos.

 

Faça boas escolhas

Para facilitar uma relação mais saudável com a comida, escolhemos 3 cereais que são excelentes aliados nessa missão. Consumidos in natura ou misturados em receitas de doces e salgados, estes superalimentos podem ser facilmente encontrados em empórios e supermercados.

Amaranto

O amaranto é um cereal de origem andina com uma composição especial de proteínas que o tornam o maior aliado na redução do colesterol. Além disso, para pessoas com intolerância à lactose, torna-se um excelente complemento, fornecendo cálcio, fibras e outros minerais como magnésio, ferro, zinco e cobre.

Chia

A chia é uma semente consumida há gerações pelos povos nativos do México. Sua grande quantidade de minerais, fibras e vitaminas faz com que ela se torne uma riquíssima combinação de nutrientes. Conhecida como uma das maiores fontes vegetais de ômega 3, a chia auxilia na redução do colesterol, controle da glicemia e no combate ao envelhecimento precoce.

Quinoa

Em relação aos outros tipos de cereais, a quinoa é considerada a mais rica fonte de proteínas, vitaminas, minerais e aminoácidos, formando uma completa fonte nutritiva, com propriedades que se assemelham ao leite materno. Comer este grão auxilia no desenvolvimento da inteligência e da memória e no bom funcionamento do sistema nervoso. Além disso, suas fibras dão a sensação de saciedade, podendo favorecer o emagrecimento.

A Vitalin possui uma linha completa de alimentos inteiramente livres do processo de refinamento, mantendo as vitaminas, minerais e fibras originais. Além disso, nossa linha orgânica possui produtos certificados e inspecionados pelo IBD (Instituto Biodinâmico), que possui rigorosos padrões de conservação do meio ambiente e sustentabilidade do planeta, e contam com o selo de identificação do Sisorg (Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica), que você encontra em todas as nossas embalagens.

Clique aqui para conhecer a linha Integral

Clique aqui para conhecer a linha Orgânicos


Compartilhe este post